Laura Frederico

Actriz, mestranda na ESTC – ramo de artes performativas. Co-fundadora do colectivo Blauhauch, com sede em Berlim, do qual é diretora artística. Em 2018, estrearam a peça What Silence Has To Say, no TUD, em Berlim.

Em teatro, trabalhou com Jorge Silva Melo, António Pires, João Brites, Mónica Calle, Vânia Rovisco, Nuno Nunes, Marc Xavier, Tiago Guedes e Madalena Vitorino. A peça “Reality Show”, com encenação de Wojtek Ziemilski, recebeu o prémio Fatal, Cidade Lisboa, 2009. Participou no espectáculo “A Mon Seul Désir”, de Gaelle Bourges, na Ménagerie de Verre, em Paris. Está atualmente com o monólogo ECO, de Sofia Santana, em circulação.

Em cinema, trabalhou com Tiago Guedes, João Canijo, Marco Pontecorvo, Paulo Abreu, Vicente Alves do Ó, Patricia Sequeira, Christina Schiewe, entre outros. O filme “Granada Nights”, de Abid Khan, e “A terra do não retorno”, de Patrick Mendes, têm sido premiados em festivais internacionais.

Em televisão, destaca “O aplaudido dramaturgo curado pelas pílulas pink”, de Jo Monteiro, a sua participação na série “Charité”, de Esther Bialas e “Serpentina”, de Laura Seixas.

Na sua formação, frequentou a ACT – Escola de Actores, em Lisboa, em Teatro, Cinema e Televisão; fez parte do Citac, aquando da Licenciatura em Direito pela Universidade de Coimbra. Participou no Campo Summer School (Ghent, Bélgica) e no International Screen Acting Workshop at Filmakademie Baden-Württemberg, Alemanha.

Facilita water drumming ceremonies em festivais nacionais e internacionais.